Série A: Flamengo vence e se mantém na liderança; São Paulo fica na cola


Do jeitinho que o torcedor gosta. O Brasileirão já retomou às atividades a pleno vapor e, neste fim de semana, nove jogos agitaram a 14ª rodada. No jogo mais emocionante deste domingo (22), o Palmeiras levou a melhor e afastou de vez qualquer início de crise. O Verdão recebeu o Atlético Mineiro diante de seu torcedor, no Allianz Parque. E não demorou para sair o primeiro gol. Logo aos dois minutos de jogo, o zagueiro Juninho falhou de forma bizarra na frente da grande área. Moisés, camisa dez palmeirense, não perdoou e bateu no canto, sem chances para o goleiro Victor. Um a zero para o Palmeiras.

Com o gol tão precoce, o Galo apresentou sinais de nervosismo, enquanto os donos da casa cozinharam o jogo. Moisés teve outra chance, mas parou no travessão. Na segunda etapa, a coisa esquentou. Com mais vontade dos dois lados e menos preocupação tática, o jogo ficou mais eletrizante. Mais uma vez, o grito de gol ecoou cedo. Aos cinco minutos, Luan aproveitou rebote e deixou tudo igual. Aos trinta, Bruno Henrique colocava o Palmeiras na frente do placar novamente e começava a escrever sua história no jogo. O Galo não se abateu. Chará empatou novamente aos 35. No apagar das luzes, aos 48, Bruno Henrique fez de cabeça e decretou a vitória palmeirense. Placar final, Palmeiras três, Atlético Mineiro dois. O Verdão assumiu a quinta posição com a vitória, já o Galo caiu para o quarto lugar.

Surpresa em São Januário. Apesar de jogar em casa, o Vasco não era o favorito no duelo contra o Grêmio, mas o Gigante da Colina fez valer o mando de campo e mostrou força e dedicação. Andrés Ríos marcou logo aos dois minutos, mas aos 31 o jogo ficou complicado. O lateral cruzmaltino Henrique tomou o segundo amarelo após falta em Luan e foi para o chuveiro mais cedo. Daí em diante, o Grêmio se lançou o ataque, mas não conseguiu transformar a pressão em gol. No fim, vitória vascaína no sufoco e alívio para os torcedores. Atropelo no clássico baiano. Bahia e Vitória jogaram na Arena Fonte nova e o Tricolor de Aço deu um verdadeiro chocolate no rival. Quatro a um para o Bahia, que ganha um fôlego na briga contra o rebaixamento e espanta a crise que rondava o clube. Visita ingrata na Ilha do Retiro. O Sport encarou o Fluminense em casa, mas acabou derrotado. Gabriel marcou para o time da casa, mas o Tricolor contou com a estrela do jovem atacante Pedro, que fez duas vezes e garantiu a vitória do Fluzão por dois a um.

De virada, o Cruzeiro bateu o Atlético Paranaense pelo mesmo placar e chegou à terceira colocação na tabela. No Durival de Britto, o Paraná derrotou o América Mineiro por um a zero. Em Santa Catarina, Chapecoense e Santos não saíram do zero a zero. No sábado, o líder venceu mais uma. Em apenas sete minutos, o Flamengo resolveu a vida contra o Botafogo. Matheus Sávio e Lucas Paquetá marcaram logo no início da partida e garantiram a vitória do Mengão, que permanece na liderança com 30 pontos. Quem está na cola do Rubro-Negro é o São Paulo, que derrotou o Corinthians com autoridade por três a um no Morumbi. Destaque para os dois gols do lateral tricolor Reinaldo. A partida também marcou a despedida de Rodriguinho, que deixou o Timão para jogar no futebol do Egito.

Nesta segunda-feira (23), Internacional e Ceará fecham a rodada do Brasileirão em situações bem diferentes. Em caso de vitória, o Colorado assume o terceiro lugar e se aproxima ainda mais dos líderes. Já para o Vozão, os três pontos podem tirar a equipe da lanterna do campeonato.

Por Redação GN | Fonte: ARM
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: