Dilson Ramos participa de exposição em São Paulo


O artista são-gonçalense Dilson Ramos participou no último dia 5 de julho da exposição internacional 'Pintando o Japão'. O encontro de artistas de artes plásticas aconteceu no Centro Ciência, Letras e Artes no centro de Campinas-SP. Segundo Dilson, o evento foi um grande sucesso e contou com a presença de grandes artistas importantes e renomados do meio. A exposição contou ainda com a presença de Kátia Suzue, como artista convidada.



Artistas Confirmados
Ana Maria Bittar
Adriana Dantas Nogueira
Áurea Radloff
Daniella Deucher
Denise Cabrini
Dilson Ferreira Ramos
Dri Torquato
Elga M. Zanotti
Eufrazia Fregonesi
Fátima Marostegan
Flor Augustonelli
Gui Bilatto
Ivete Cassiane Furegatti
Janethe Monteiro
Janice Cumerlatto
João Almeida
Joel Gonçalves
Katia Suzue
Krys Potter. Cristina Martinelli
Licia Simoneti
Lúcia Quintiliano
Larissa Dinardo
Luisa Maria
Márcio Lira
Maria Celeste A. Roiux
Mariangela Peixoto Rettore
Marisa Romeo
Marly Stracieri
Marli Bonfante
Paulo Roberto Camargo.
Sérgio Abreu.
Tânia S. Said
Tina Malfatti
Totó Severo
Ulysses Farias

Exposição Pintando o Japão
O OBJETIVO DA EXPOSIÇÃO FOI HOMENAGEAR OS 110 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL COM ARTE, MUSICA E DANÇAS.

Em 2005, uma lei instituiu 18 de junho como o Dia Nacional da Imigração Japonesa. A data escolhida é a data da chegada do primeiro navio, chamado Kasato Maru, que trouxe os primeiros 781 imigrantes japoneses ao Brasil. O navio embarcou no porto de Kobe no dia 28 de abril de 1908, rumo ao Brasil em uma viagem de 52 dias, até o desembarque no Porto de Santos no dia 18 de junho de 1908.

História da Imigração Japonesa no Brasil
A imigração japonesa no Brasil começou no inicio do século XX, com um acordo entre o nosso governo e o do Japão. Os primeiros japoneses chegaram ao país no dia 18 de junho de 1908. Nesta data, o navio Kasato Maru aportou no Porto de Santos com as primeiras famílias que vieram para trabalhar nos cafezais do oeste paulista.

Atualmente, o Brasil tem a maior população japonesa fora do Japão. São cerca de 1,5 milhão de pessoas, das quais, aproximadamente 1 milhão vivem no Estado de São Paulo. Porém, a colônia japonesa também tem forte presença em outros estados como Paraná, Mato Grosso do Sul e Pará.

Razões da imigração Japonesa no Brasil
Com o fim do feudalismo e o início da mecanização da agricultura, o Japão atravessava uma crise demográfica a partir do fim do século XIX.

A população do campo passou a migrar para as cidades, para fugir da pobreza e as oportunidades de emprego tornaram-se cada vez mais raras, formando uma massa de trabalhadores rurais miseráveis, mesmo com a reforma agrária feita durante a Era Meiji.

O Brasil, por sua vez, apresentava falta de mão-de-obra na zona rural. Em 1902, o governo da Itália proibiu a imigração subsidiada de italianos para São Paulo, deixando as fazendas de café, principal produto exportado pelo Brasil na época, sem o número necessário de trabalhadores. O governo brasileiro precisava encontrar uma nova fonte de mão-de-obra, que no caso foram os japoneses. (Ryu Mizuno)

Confira as fotos


Por Redação GN


Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: