Feira do Semiárido muda formato e vai ocupar espaço central no campus da Uefs


A Feira do Semiárido assumirá um formato diferente das edições anteriores, nesta edição, especialmente no que diz respeito ao modo de organização e realização da programação acadêmica. Além da realização da Feira de Economia Popular e Solidária e Agricultura Familiar, voltada para os produtos e práticas do Semiárido, em 2018 a programação acadêmica será constituída de quatro eventos distintos, mas conjugados, em formato inédito se comparados com as suas edições anteriores.

Esta é a XI Feira do Semiárido que será evento será realizada no período de 23 a 25 de maio e tem como eixo temático “Políticas públicas e desenvolvimento territorial: temos sede de quê?”.
O 2º. Seminário (RE)pensar Feira, o 2º. Congresso Internacional de Economia Popular e Solidária e Desenvolvimento Local: “como trabalhar e produzir na contramão do empreendedorismo?”, organizado pela Incubadora de Economia Popular e Solidária da Uefs; a 3ª. Semana de Agronomia (SEMAGRO), que tem como tema “O profissional Agrônomo: o desafio de saciar nossas expectativas e a sede do semiárido”, organizado pelo Diretório Acadêmico do Curso de Agronomia da UEFS; e o Encontro Interterritorial de Redes de Comercialização de Produtos do Semiárido.

A Feira do Semiárido se concretiza através da parceria com a sociedade civil, em especial as entidades e movimentos sociais que discutem os problemas do homem e da mulher do semiárido. A programação científica prevê espaços de diálogo, como conferência, rodas de conversa, relatos de experiências, apresentação de comunicações orais, pôsteres e pôsteres interativos; e oficinas temáticas. Além da programação científica lançamento de livros, atividades culturais e clubes de trocas. O evento estará concentrado na Alameda dos Oitis, campus universitário.

O público alvo são agricultores familiares; integrantes de Associações Comunitárias; Movimentos Sociais que discutem e estudam alternativas de convivência com o semiárido; Cooperativas, Associações e iniciativas da economia popular e solidária; incubadoras de iniciativas de economia popular e solidária; Organizações Não-Governamentais – ONGs; professores das Instituições de Ensino Superior da Bahia e da Educação Básica das Redes Pública e Privada; pesquisadores, extensionistas, técnicos, estudantes e gestores públicos interessados nos temas em discussão no evento.

As inscrições submissão de trabalhos na Feira do Semiárido estão abertas até o dia 2 de abril, para submissão de propostas de participação nos Grupos de Trabalho (GTs) da 11ª Feira do Semiárido da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), que será realizada entre 23 a 25 de maio. A apresentação de propostas de participação nos GTs pode se dar por meio de quatro modalidades: pôsteres simples, pôsteres interativos, comunicações orais e relatos de experiência.

O resumo deverá ser enviado por meio de formulário eletrônico disponível na Página de Divulgação do Evento, em que deverá ser indicado o Grupo de Trabalho escolhido e os dados de autoria.

Acesse o link da página de Divulgação do Evento clicando aqui.

No caso de pôsteres e comunicações orais, os trabalhos podem ter no máximo cinco co-autores(as). Cada autor(a) pode apresentar no máximo três trabalhos, sendo que apenas um como autor(a) principal. Em todas as modalidades, são aceitas propostas em português e espanhol.

Este evento já se constitui em uma importante ação sociocultural do Município e promove a reunião de pessoas, entidades governamentais e da sociedade civil em torno de questões que envolvem o semiárido baiano e a cultura regional. Durante o evento serão realizadas várias atividades acadêmicas (conferências, mesas redondas, palestras, rodas de conversas, comunicações, etc), exposições, comercialização de produtos (de produtores da agricultura familiar, artesãos, economia solidária, etc), além de apresentações culturais. A programação acadêmica e cultural do eventos deverá sair nos próximos dias.

Por Redação GN | Fonte: Assessoria de Comunicação-UEFS
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: