Embrapa Mandioca e Fruticultura promove Rodada Sociotecnológica durante a Fenagro


Pela primeira vez, a Embrapa Mandioca e Fruticultura (Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) realiza uma Rodada Sociotecnológica em um evento. Será na manhã da próxima sexta (1º), na VIII Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Febafes), que acontece — sob a organização da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) — como parte da programação da 30ª edição da Feira Nacional da Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições de Salvador. O objetivo da rodada é promover uma divulgação mais direta dos produtos da Unidade.

“A intenção é aproveitar esse grande evento para aproximar alguns potenciais clientes de nossas tecnologias. Com essa divulgação mais direta, pretendemos promover objetivamente a chance de acontecer a adoção e, consequentemente, a inovação. Sempre participamos de muitos eventos pelo país e, de certa forma, já fazemos isso. Mas assim, de maneira planejada, é a primeira vez”, explicou o chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia, Aldo Vilar. Esse formato foi, segundo ele, uma sugestão de Carlos Henrique Oliveira, gerente da unidade regional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Santo Antônio de Jesus (BA). A Unidade conta com o apoio do Sebrae na idealização dessa rodada.

Foram selecionadas três tecnologias: a BRS Princesa, que será apresentada pelo pesquisador Edson Amorim, líder do Programa de Melhoramento Genético de Banana e Plátano da Embrapa; os chips desidratados de banana da terra, cuja exposição vai ficar a cargo da pesquisadora Ronielli Reis; e o Reniva (Rede de multiplicação e transferência de materiais propagativos de mandioca com qualidade genética e fitossanitária), que será apresentado pelo supervisor do Setor de Gestão de Transferência de Tecnologia, Herminio Rocha, um dos coordenadores da rede. A programação terá início às 9h30, com a breve apresentação institucional feita por Aldo. Em seguida, virão as exposições de cada uma das tecnologias. A partir das 11h, na mesa-redonda sobre os produtos, os participantes vão se dividir em três grupos distintos, tendo por moderadores os responsáveis pelas tecnologias.

“Depois dessas atividades, caso alguém esteja interessado em obter mais detalhes sobre a tecnologia, vamos para uma mesa fazer o atendimento individual”, conta Aldo.

Por Redação GN | Fonte: FN
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: