Recôncavo registra roubo de gado; 300 cabeças foram levadas em dois meses


Criadores de gado do Recôncavo Baiano tem enfrentado ataques por quadrilhas que tem roubado gado na região. Segundo informações do jornal Correio, ao menos 300 animais foram roubados somente nos últimos dois meses. O crime, tipificado como “abigeato”, tem se concentrado, de acordo com a Polícia Civil, na zona rural das cidades de Santo Amaro, São Sebastião do Passé, Terra Nova, Amélia Rodrigues e Teodoro Sampaio. A Bahia tem atualmente o nono maior rebanho do país, com 10.336.291 cabeças de gado.

Os dados constam da Pesquisa da Produção da Pecuária Municipal (PPM) 2016, divulgada no último dia 28 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve uma redução nos últimos dois anos: em 2015 eram 10.758.372 cabeças de gado, enquanto em julho, durante a campanha de vacinação contra a febre aftosa, pela Secretaria da Agricultura (Seagri). A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que as delegacias das cidades onde há registro de casos já estão trabalhando em conjunto para apurar os furtos de animais, e que algumas quadrilhas já foram identificadas.

O titular da pasta recebeu na semana passada representantes da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e ordenou maior rapidez nas investigações. A SSP informou que as delegacias “logo devem apresentar relatório com a situação das ocorrências registradas, bem como o resultado das ações policiais”. A polícia suspeita que a origem das carnes vendidas em um mercado clandestino descoberto na última semana possa estar relacionado a abigeato.

Por Redação GN | Fonte: Bahia Notícias
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: