Operação mira grupo que cometia crimes contra instituições financeiras


A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (10) a Operação Nomas, com objetivo de prender quatro criminosos responsáveis por cometer crime de extorsão mediante sequestro praticado contra o gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Taguatinga/TO, ocorrido entre os dias 18 e 19 de maio de 2017.

Cerca de 20 policiais federais cumprem mandados de busca e apreensão e mandados de prisão nos municípios de Barreiras/BA, Luís Eduardo Magalhães/BA e Jacobina/BA, todos expedidos pela Subseção Judiciária Federal de Gurupi/TO.

Suspeita-se que os investigados fazem parte de uma organização criminosa especializada em cometer crimes contra instituições financeira, correios, tráfico de armas e roubo de carga em estradas.

O nome da operação faz referência à etimologia da palavra nômade, que em grego é nomas, significando tribo ou etnia que não se fixa em lugares e vive mudando, pejorativamente se refere a sujeito que vagueia sem rumo fixo.

Os presos serão recolhidos à Casa de Prisão Provisória de Palmas/TO. Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal em Tocantins.

Por Redação GN | Fonte: Notícias Ao Minuto
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: