Oito ministros são exonerados para votar 2º denúncia contra Temer


Oito ministros foram exonerados pelo presidente Michel Temer (PMDB), na manhã desta sexta-feira (20). Eles também são deputados e, agora, voltam à Câmara para a votação da segunda denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente, prevista para a próxima quinta-feira (26).

A estratégia tenta garantir mais votos contra a ação de organização criminosa e obstrução de justiça. O presidente havia exonerado os ministros Fernando Bezerra Coelho Filho, de Minas e Energia, Raul Jungmann, da Defesa, na quarta-feira (18). Jungmann, porém, foi nomeado novamente e retornou ao cargo nesta sexta.

Veja lista:

- Antonio Imbassahy (PSDB) - Secretaria de Governo
- Bruno Cavalcanti de Araújo (PSDB) - Ministro das Cidades
- Sarney Filho (PV) - Ministro do Meio Ambiente
- Leonardo Picciani (PDMB) - Ministro do Esporte
- Marx Beltrão (PDMB) - Ministro do Turismo
- Maurício Quintella Lessa (PR) - Ministro dos Transportes
- Mendonça Filho (DEM) - Ministro da Educação
- Ronaldo Nogueira (PTB) - Ministro do Trabalho

Por Redação GN | Fonte: Agências
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: