Mais de 1,9 milhão de eleitores fizeram o recadastramento biométrico em 2017


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) anunciou, nesta quinta-feira (28), o recadastramento biométrico de mais de 1,9 milhão de eleitores no estado. Apesar de expressivo, o número ainda está abaixo da meta estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou a biometrização de 3milhões de eleitores até o fim deste ano. O tribunal alerta que os eleitores que não realizarem o procedimento terão seus títulos cancelados, sendo impedidos de participar das Eleições 2018.

Além de não participar do pleito do próximo ano, o cidadão que tiver o título eleitoral cancelado estará sujeito a inúmeros prejuízos, a exemplo da perda de benefícios sociais, impossibilidade de participar de concursos públicos, além de sofrer com restrições no CPF e passaporte.

Meta 2017

O grande impulso da biometria na Bahia foi dado neste ano de 2017, com a ambiciosa meta de recadastrar biometricamente 3 milhões de eleitores. De janeiro deste ano até esta quinta-feira (28/9), os postos e cartórios eleitorais em toda a Bahia biometrizaram 1.932.984 (64,43% da meta) eleitores. A expectativa do tribunal é a de que o número chegue aos 2 milhões na próxima semana.

A Bahia é o segundo estado do Brasil com o maior número de eleitores biometrizados no ano. De acordo com dados do TSE, o estado só fica atrás de São Paulo, que tem um eleitorado de 32.577.627 e estipulou como meta o número de 6 milhões. Lá, 2.345.902 foram biometrizados em 2017.

Para facilitar o acesso dos eleitores, e acelerar o procedimento, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) firmou parcerias com o Governo do Estado e com diversas gestões municipais, inclusive a Prefeitura de Salvador. Os parceiros estão empenhados em contribuir para que o TRE baiano cumpra com a meta estabelecida pelo TSE. (

Por Redação GN | Fonte: Aratu Online
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: