Judô: Brasil fatura prata em Mundial na Hungria


O judô brasileiro conquistou a medalha de prata por equipes mistas neste domingo (3), no Mundial de Budapeste, na Hungria. Testada pela primeira vez pela Federação Internacional de Judô, a categoria estreará nos Jogos Olímpicos em 2020.

Antes, as provas por equipes eram separadas por gênero. Nesta categoria, cada duelo entre países tem seis lutas. Vence o confronto quem tiver o maior número de vitórias individuais. O principal critério de desempate é a quantidade de triunfos por ippon e, em seguida, por waza-ari.

A campanha em Budapeste foi a melhor da seleção brasileira de judô em Mundiais disputados fora de casa. No total, o país conquistou cinco medalhas - um ouro, duas pratas e dois bronzes.

O ouro foi conquistado por Mayra Aguiar, que venceu na categoria até 78 kg. Ela se tornou a segunda judoca do país a ser bicampeã do mundo - ganhou em 2014.

David Moura faturou a outra medalha de prata. Ele ficou muito perto de ganhar o ouro na categoria acima de 100 kg após fazer uma luta muito equilibrada com o francês Teddy Riner, que sagrou-se campeão pela oitava vez.

Riner só conseguiu vencer o brasileiro após aplicar o golpe perfeito no segundo golden score -uma espécie de prorrogação do judô.

Já as medalhas de bronze foram conquistadas por Érika Miranda e Rafael Silva, respectivamente, nas categorias até 52 kg e acima dos 100 kg.

Por Redação AEC | Fonte: Folhapress
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: