Bahia é segundo maior produtor de frutas do país, aponta IBGE


O Estado da Bahia é o segundo maior produtor de frutas do país, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE).

Nesta sexta-feira (22), o governador Rui Costa autorizou a Secretaria de Desenvolvimento Rural a celebrar mais um convênio no âmbito do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), desta vez com a Associação de Produtores e Produtoras Agroecológicos de Nossa Senhora Conceição Aparecida, por meio do edital de Fruticultura, com investimento de R$ 426,5 mil.

Para o presidente da associação, Hugo Pereira, o convênio vai melhorar muito a produção. “As famílias de nossa associação agradecem. Tudo o que queremos é a oportunidade de melhorar a qualidade de nosso produto, para que possamos agregar valor e vender por um preço melhor. Esse convênio vai ajudar demais. Vamos continuar trabalhando com muito orgulho, melhorando nossas condições”, disse.

De acordo com o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, a Bahia tem grande potencial para a fruticultura em seus cinco biomas: “O governo vem investindo na implantação e recuperação de agroindústrias e assistência técnica em todos os territórios da Bahia. Nos orgulhamos das iniciativas realizadas pelos agricultores familiares assentados, quilombolas, indígenas, e queremos continuar uma parceria de crescente desenvolvimento da cadeia da fruticultura, promovendo a comercialização dos produtos in natura, mas também fortalecendo a sua verticalização, gerando mais emprego e mais renda no bolso de milhares de famílias”, contou.

Os dados colocam também a Bahia como o maior produtor de Mamão (753,4 mil toneladas), de Coco-da-baía (542,2 mil toneladas), Manga (353,7 mil toneladas) e Maracujá (342,8 mil toneladas). O estado ocupa ainda o segundo lugar na produção de laranja e banana, ambos com de 1,1 milhão de toneladas, de limão (148.992 mil toneladas).

Por Redação GN | Fonte: Bahia.ba
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: