Após transtorno família denuncia administração de cemitério em São Gonçalo


Um caso julgado como revoltante pelos familiares da senhora Brasília Alves de Oliveira, 100 anos, aconteceu no último dia 11/09 em São Gonçalo dos Campos. A senhora faleceu às 19h do dia 10/09, e segundo os familiares, na manhã de segunda-feira todos os tramites do sepultamento foram realizados, inclusive a autorização para o ato no cemitério municipal do município, e na hora do último adeus a senhora Brasília, que era moradora do povoado de Boa Vista, familiares e amigos disseram ter passado a maior vergonha e falta de respeito.

Uma filha de criação da senhora contou que durante todo o dia dessa segunda-feira, foi ao cemitério várias vezes a procura do coveiro para solicitar a preparação do local onde a mãe seria sepultada. O problema é que, em nenhuma de suas idas e vindas ao cemitério o coveiro foi encontrado. O sepultamento estava marcado para as 15h, e quando o cortejo chegou ao cemitério o tal local ainda não tinha sido preparado.

Ainda segundo informações, por cerca de duas horas todos ficaram aguardando a chegado do coveiro, e nada. Muitos não puderam esperar e foram embora sem prestar sua última homenagem a dona Brasília. O coveiro só apareceu no local às 17:30min, e segundo os familiares, sem condições alguma de realizar o serviço que era preparar uma das gavetas de sepultamento, e ainda foi bastante ríspido com todos. O administrador do local que iniciou o trabalho, abrindo uma gaveta, que ainda estava com um caixão aparentemente intacto. Um vídeo feito pela filha da senhora mostra esse momento, mas na hora de tirar o caixão interromperam a filmagem.

Na gravação as pessoas cobram respeito, responsabilidade e também melhor atenção para com o local que são sepultados os moradores desse município. O sepultamento foi realizado quase ao anoitecer.

Confira:

     

Por Redação GN | Fonte: São Gonçalo Agora
"
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: