Santos tenta repatriar dupla bicampeã brasileira, com dinheiro da venda de Neymar


A venda de Neymar do Barcelona ao PSG, pode mesmo trazer bons frutos para o Santos nos próximos meses. O Peixe acredita que pode receber 50 milhões de reais pela transação, somando o que irá receber por ser o clube formador do jogador, imposta pela Fifa e a multa por não realização do amistoso contra o time Catalão. Já de olho nessa bolada, o clube paulista já tem destino certo, pelo menos para uma parte: trazer Robinho e Diego de volta, na próxima temporada.

Ainda em fase de planejamento e nenhuma negociação em andamento, a diretoria do Peixe vê com bons olhos a volta da dupla que levou o Santos ao bicampeonato Brasileiro, em 2002 e 2004. Apesar disso, se tiver que focar em apenas em um jogador, será em Diego que tem contrato com o Flamengo até julho de 2019. Já Robinho segue como uma paquera, pois há uma grande rejeição de parte da torcida e há uma dívida em aberto, o que pode atrapalhar as negociações.

Sobre Diego, a ideia seria separar um pouco do dinheiro que receberá da transferência de Neymar para indenizar o Flamengo em relação aos direitos federativos do atleta, além de pagar salários e luvas para o jogador. No Santos, ele receberia o mesmo que recebe no Rio de Janeiro, cerca de 650 mil reais. Mesmo valor que o Peixe ofereceu ao meia Lucas Lima, por um contrato de 4 anos mas até agora o jogador ainda não respondeu a oferta. Diego chegaria para substituir o jovem.

O que também motivou a diretoria do Santos dar preferência a Diego, é que nas duas últimas semanas, o Peixe enfrentou o Flamengo em duas ocasiões, no Estádio do Pacaembu e na Vila Belmiro, e em nenhuma delas a torcida vaiou o meia, diferente com o que acontece com Robinho.

Por Redação AEC | Fonte: Agências Futebol Interior
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: