Primeira Liga: Após três meses quartas de final acontecem


Muitos torcedores sequer lembravam que a Primeira Liga ainda estava no calendário de 2017, mas mais de três meses depois, a competição volta a ser disputada nesta quarta-feira (30) com os quatro jogos das quartas de final e os últimos finalistas, Flamengo e Fluminense, seguem na briga. Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Atlético-MG, Paraná e Londrina, também seguem com chance de títulos.

Todos os confrontos são com jogo único e os times que fizeram melhor campanha na primeira fase atuam como mandantes. Caso a partida termine empatada, o classificado será conhecido após cobranças de pênaltis. Em meio a outras competições, a maioria dos clubes devem ir a campo com escalações alternativas.

Na final da Copa do Brasil, nas oitavas da Sul-Americana e na briga direta por uma vaga na Copa Libertadores pelo Brasileirão, o Flamengo vai receber o Paraná, às 21h45, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Por ter sido líder do Grupo B na primeira fase, o clube carioca tem a vantagem de atuar em casa.

Ainda conhecendo melhor o elenco, o técnico Reinaldo Rueda relacionou os argentinos Conca e Mancuello, que podem, inclusive, ser titulares. Já o técnico Lisca promete o Paraná com força máxima.

OUTROS CONFRONTOS
O Fluminense também vai enfrentar um clube paranaense. O Londrina, que está com 100% de aproveitamento na competição, recebe o time carioca no estádio do Café, às 19h30. Atual campeão, o time das Laranjeiras também deve ter um time misto, como adiantou o técnico Abel Braga em entrevista nesta segunda-feira. Como seu conterrâneo, o time do interior do Paraná vai com o que tem de melhor.

Os outros dois confrontos colocam frente a frente gaúchos contra mineiros. O Internacional recebe o Atlético-MG no Beira-Rio, às 19h30 e o Cruzeiro joga contra o Grêmio no Mineirão, às 21h45.

Por Redação AEC | Fonte: Agência Futebol Interior
Compartilhe no G+

Editor Chefe: GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do Portal GN; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor da mensagem.

0 comentários: