Neymar e Daniel Alves podem convencer Alexis Sánchez a ir para o PSG


Apesar do técnico do Arsenal, Ársene Wenger, afirmar que  Alexis Sánchez não sairá da equipe inglesa nesta temporada, o atacante pode ser mais um reforço do milionário elenco do PSG. De acordo com o jornal “El Mercurio”, os brasileiros Neymar e Daniel Alves chegaram a entrar em contato com o atleta para convencê-lo de que seu futuro seria melhor no clube parisiense.

Segundo o veículo, a negociação pode ter frutos positivos ao PSG, já que Sánchez atuou com os brasileiros pelo Barcelona, em 2013 e 2014, e pode ser um diferencial para convencer o atacante a se juntar ao projeto milionário da equipe francesa. No entanto, o clube terá forte concorrência do Manchester City, já que Guardiola afirmou ter bastante interesse que o chileno se junte ao time inglês para a temporada 2017/2018.

Mesmo com poucos dias para o início do Campeonato Inglês, o atacante ainda não se pronunciou sobre qual vai ser seu futuro. Sánchez esteve com a seleção chilena vice-campeã da Copa das Confederações, vencida pela Alemanha, e começou os treinamentos com o clube londrino apenas nesta semana.

As especulações da saída de Sánchez do Arsenal ganharam força logo após o fim da temporada 2016/2017. Ele está insatisfeito com a campanha do Arsenal e principalmente com Wenger, já que o treinador colocou-o no banco na partida contra o Liverpool, situação essa que desagradou o chileno. No entanto, o próprio técnico afirmou na última semana que o jogador ficará no clube inglês, pelo menos até o fim da próxima temporada.

Pelo Arsenal, Sánchez tem 144 partidas e 72 gols marcados, uma média excelente de um gol a cada dois jogos. Além da grande quantidade de gols, o atacante tem uma boa noção tática e explosão física, qualidades estas que fazem com que o chileno seja considerado por muitos o principal jogador dos Gunners.

Por Redação AEC | Fonte: Gazeta Esportiva
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: