Em semáforo, professor com pós-doutorado pede por emprego no interior de SP


Doutor em literatura pela Universidade de São Paulo (Usp), o professor Eduardo Cobra, de 57 anos, ganhou notoriedade nesta semana, após aparecer com um cartaz exibindo suas titulações acadêmicas, em Taubaté (SP), e reivindicando uma vaga no mercado de trabalho, que o dispensou em 2015 e desde então tem sido obrigado a fazer bicos para manter a família.

No currículo constam licenciatura em história, bacharelado em teologia, mestrado em ciências da religião, doutorado em educação e pós-doutorado em letras. Ele passa cerca de sete horas por dia, ao lado de um semáforo no centro da cidade, protestando contra o desemprego.

Por Redação GN | Fonte: Agências
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: