Amistoso: Brasil e Austrália se enfrentam com times alternativos


O último desafio da Seleção Brasileira na Austrália será marcado pelas oportunidades a novos jogadores. Ciente de que é preciso avaliar mais opções, o técnico Tite colocará em campo nesta terça-feira (13), contra a seleção local, nomes que jamais foram convocados desde que assumiu o comando do time canarinho. Ainda assim, o treinador espera que o nível de desempenho mostrado em todos os dez jogos que esteve à frente da equipe seja mantido.

O amistoso contra a Austrália será completamente diferente do disputado contra a Argentina, na última sexta-feira. Encarando uma seleção muito inferior tecnicamente, o Brasil, que já tinha sua escalação na ponta da língua dos torcedores, terá a missão de provar a força do elenco e que as escolhas de Tite não foram equivocadas. David Luiz como volante e Diego Souza no ataque são dois exemplos de como o treinador brasileiro adaptará sua equipe.

“Procurei definir a equipe de forma antecipada para o atleta ficar voltado dentro da sua função, com exceção do David [Luiz] e do Diego Souza. O David jogou muito tempo no Chelsea com o Mourinho nessa função [volante] e com o Diego é diferente, porque no Sport ele exerce uma função de movimentação e não de pivô”, afirmou Tite, reconhecendo que o jogador do Sport terá de se adaptar ao seu pedido.

Além da escalação completamente diferente do jogo contra a Argentina, Tite ainda tem o compromisso de dar ao menos alguns minutos de jogo à outras peças que irão compor o banco de reservas e não entraram em campo diante dos Hermanos, como Rodriguinho, Jemerson e Ederson. Apenas Philippe Coutinho, Paulinho e Thiago Silva atuarão novamente como titulares nesta terça-feira. A Seleção, já confirmada pelo próprio treinador,será composta por Diego Alves; Rafinha, Thiago Silva, Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz, Paulinho e Philippe Coutinho; Douglas Costa, Giuliano e Diego Souza.

Se o Brasil entrará em campo com uma formação alternativa, a Austrália não irá fazer diferente. Mesmo correndo o risco de sofrer uma derrota por um placar elástico diante de sua torcida no Melbourne Cricket Ground, a seleção local contará com alguns atletas que não jogaram contra a Arábia Saudita, na última quinta, pelas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo.

Na próxima segunda-feira, a Austrália estreia na Copa das Confederações contra nada mais, nada menos que a Alemanha, atual campeã mundial. Necessitando ter todos os seus atletas nas melhores condições possíveis para a competição na Rússia, o técnico Ange Postecoglou dará oportunidade, por exemplo, para Tim Cahill, que aos 37 anos vem abandonando o protagonismo na seleção australiana e dando lugar a novos talentos.

Com objetivos bastante diferentes, Brasil e Austrália se enfrentam nesta terça-feira, às 7h05 (de Brasília), no Melbourne Cricket Ground, em Melbourne, na Austrália.

Brasil x Austrália: guia para assistir pela TV 

Por Redação AEC | Fonte: Gazeta Esportiva
Compartilhe no G+

Editor Chefe: GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do Portal GN; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor da mensagem.

0 comentários: