Recopa Sul-Americana: De volta à Colômbia, Chape busca mais um título


A Chapecoense segue se reestruturando e, na medida do possível, seguir em frente após o trágico acidente em novembro do ano passado. O clube brasileiro marcou seu reencontro ao desembarcar na cidade de Medellín, onde buscará mais um título depois de ser campeã estadual. Nesta quarta-feira, às 21h45, o Índio da Condá joga contra o Atlético Nacional no estádio Athanasio Girardot, pelo segundo jogo da final da Recopa Sul-Americana, competição que reúne os campeões da Sul-Americana e da Libertadores.

O primeiro duelo foi realizado no dia 4 de abril e acabou com a vitória da Chape por 2 a 1, o que deu a vantagem do empate - o gol fora não é levado em consideração. Na ocasião, Reinaldo e Luiz Otávio fizeram os gols em jogo que foi marcado por homenagens e apoio total da torcida, que lotou a Arena Condá. A emoção também já está marcando o confronto desta quarta-feira, pois os sobreviventes Alan Ruschel, Neto, Jackson Follmann, além do jornalista Rafael Henzel, desembarcaram com muitos aplausos do povo colombiano.

TIME COMPLETO
Como no primeiro jogo não houve nenhuma expulsão, o técnico Vagner Mancini não terá problemas e deverá repetir a escalação que conquistou o título da Campeonato Catarinense no último final de semana.

A grande dificuldade do primeiro jogo e que deve ser vencida nesta quarta é a forte marcação dos colombianos, que dão pouco espaço em sua defesa. Para isso, Mancini contará com boa movimentação de seu trio de ataque, Rossi, Arthur e Wellington Paulista. O meia Luiz Antônio também precisa organizar o meio-campo e tentar passes para desarmar a defesa.

PRECISA MELHORAR
Do lado do Atlético Nacional, o objetivo é diferente. No primeiro jogo, a proposta era clara: forte marcação e encaixar um contra-ataque. O segundo ponto, porém, não foi bem realizado. O ideal, para esta partida, é mudar a postura e tomar a iniciativa, uma vez que joga em casa e precisa do resultado. O técnico Reinaldo Rueda não contará com o volante Mateus Uribe, que desfalcará o time por quatro jogos por lesão muscular.

Por Redação AEC | Fonte: AFI
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: