Palmeiras cede à pressão da torcida e demite Eduardo Baptista


A passagem de Eduardo Baptista pelo Palmeiras durou menos do que ele mesmo esperava: pouco mais de cinco meses. Em reunião realizada na noite desta quinta-feira (4), minutos depois do desembarque da delegação, a diretoria optou pela demissão do treinador, que foi contratado junto a Ponte Preta no dia 16 de dezembro de 2016. Cuca é o mais cotado para assumir o cargo.

Eduardo Baptista chegou ao Verdão respaldado pelo bom trabalho realizado na Macaca durante o Brasileirão do ano passado e assinou contrato até o fim do ano. Apesar da confiança da diretoria, o treinador nunca foi unanimidade entre os torcedores alviverdes, que o consideravam inexperiente para comandar o atual campeão nacional e com um elenco recheado de medalhões em mãos.

INVESTIMENTO E COBRANÇA
Pressionado devido ao alto investimento feito pela diretoria na virada dos anos, Eduardo Baptista assumiu a vaga deixada por Cuca com a obrigação de conquistar títulos.

No entanto, o que se viu em campo ficou muito aquém do esperado. Durante os cinco meses que esteve no comando do Palmeiras, o treinador não conseguiu dar um padrão tático ao time. Tanto que vinha fazendo constantes mudanças de uma partida para a outra nas últimas semanas.

A primeira balançada no cargo aconteceu depois da eliminação para a Ponte Preta nas semifinais do Campeonato Paulista. No jogo de ida, o Palmeiras foi goleado por 3 a 0, em Campinas, e no Allianz Parque conseguiu apenas uma vitória magra, por 1 a 0. A gota d'água, porém, veio na última quarta-feira, quando o Verdão perdeu para o modesto Jorge Wilstermann-BOL, por 3 a 2, na Bolívia, pela Copa Libertadores.

OS NÚMEROS
Contratado em dezembro do ano passado, Eduardo Baptista se despede do Palmeiras com um aproveitamento de 69,8%. No geral, são 21 jogos, sendo 14 vitórias, dois empates e cinco derrotas. Pelo Paulistão, o treinador teve 11 vitórias, um empate e quatro derrotas, sendo eliminado nas semifinais.

Já na Libertadores, sob o comando de Eduardo Baptista, o Palmeiras fez cinco jogos: três vitórias, um empate e apenas uma derrota. Apesar do momento turbulento, o Verdão está com a classificação para as oitavas de finais bem encaminhada. Na liderança do Grupo 5, com dez pontos, o time enfrenta o Atlético Tucumán-ARG na última rodada, em São Paulo, e pode perder até por um gol de diferença que garante a vaga.

Por Redação AEC | Fonte: Agência Futebol Interior
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: