Libertadores: Atlético-MG e Flamengo salvam “noite do terror” dos brasileiros; Peixe aposta na força do Pacaembu para se manter


A quarta-feira (3) não acabou do jeito que os torcedores dos times brasileiros na Libertadores imaginavam. Das cinco equipes que entraram em campo, apenas Atlético-MG e Flamengo conquistaram os três pontos. Em casa, o Atlético-PR foi goleado pelo San Lorenzo, enquanto Palmeiras e Grêmio foram derrotados para Jorge Wilstermann e Deportes Iquiqui, respectivamente, jogando longe do Brasil.

A discrepância técnica entre Atlético Mineiro e Sport Boys, da Bolívia, foi atordoante nesta quarta-feira. Mesmo poupando alguns de seus principais titulares, o técnico Roger Machado viu o seu time massacrar o adversário e fazer 5 a 1 com extrema facilidade no estádio Ramón Tahuichi Aguilera.

O resultado deixou a equipe muito próxima das oitavas de final da Copa Libertadores. O Atlético Mineiro assume a liderança provisória do Grupo 6 com 10 pontos, os mesmos do argentino Godoy Cruz, que recebe o Libertad nesta quinta-feira (4).

                

O Flamengo foi outro brasileiro a vencer. No Maracanã lotado, o Fla derrotou o Universidad Católica-CHI por 3 a 1, encaminhando a classificação no Grupo 4. O Rubro-negro assumiu a liderança com nove pontos, enquanto o time chileno fica na última posição com cinco pontos, mas ainda com chances de se classificar na última rodada.

                 


SE DERAM MAL
Por outro lado Grêmio, Atlético-PR e Palmeiras saíram de campo derrotados. O Furacão foi o único a jogar em casa, e sofreu uma goleada para o San Lorenzo. Como visitantes, Grêmio e Palmeiras não conseguiram segurar os ataques de Deportivos Iquiqui e Jorge Wilstermann, respectivamente.

O Grêmio só precisava de um empate para confirmar sua vaga nas oitavas de final, mas uma virada do Deportes Iquique, pelo placar de 2 a 1, adiou a busca pela classificação para a rodada final do Grupo 8. O tropeço mantém, ao menos provisoriamente, o Grêmio na liderança do Grupo 8, com dez pontos. O Deportes Iquique chegou aos nove e subiu para o segundo lugar.

                

Já o Atlético entrou na Arena da Baixada para tentar apagar a péssima atuação que teve contra o Coritiba no fim de semana, quando perdeu por 3 a 0 no Campeonato Paranaense. Mas não conseguiu. Novamente em uma atuação ruim dos jogadores comandados por Paulo Autuori, o Atlético-PR perdeu para o San Lorenzo também por 3 a 0, pelo Grupo 4. O resultado derruba o Furacão para o terceiro lugar da chave com sete pontos, enquanto os argentinos, com a mesma pontuação, assumiram o segundo lugar.

               

Por fim, o Palmeiras encarou o Jorge Wilstermann na Bolívia e, novamente em uma partida ruim dos comandados de Eduardo Baptista, perdeu por 3 a 2. O resultado, porém, pouco influencia na classificação do Verdão, já que apenas um desastre na última rodada elimina o time do Grupo 5. O Palmeiras é o líder com 10 pontos e precisa de um ponto para avançar, enquanto o Jorge Wilstermann está no segundo lugar, com nove pontos.

               


PEIXE JOGA HOJE...
Ainda sem convencer em 2017, o Santos tem uma boa chance de iniciar uma nova fase na temporada. Com o objetivo de continuar na liderança do Grupo 02 da Libertadores, o time entra em campo às 21h45 desta quinta-feira (4) para enfrentar o Santa Fe, pela quarta rodada. Por opção da diretoria santista, o jogo será realizado no Pacaembu, onde o Peixe tem um bom retrospecto e aguarda um público maior do que teria na Vila Belmiro.

O Santos é o líder da chave, com cinco pontos, e o segundo colocado é justamente o Santa Fe, que tem os mesmos quatro pontos que o terceiro colocado The Strongest. O Sporting Cristal fecha o grupo na quarta colocação, com dois pontos. Santos e Santa Fé já se encontraram na terceira rodada, no fechamento do primeiro turno, na Colômbia, e ficaram no empate sem gols.
Como se trata de um confronto direto, time brasileiro precisa de uma vitória para se garantir na ponto. Caso seja derrotado, pode até sair da zona de classificação, desde que o The Strongest vença o Sporting Cristal em jogo que será realizado mais cedo, às 19h30.

NO PACA
Um dos trunfos santistas para o duelo é justamente o Pacaembu. O Peixe não perde no estádio municipal há 18 jogos. A última derrota foi em 2014, quando perdeu o título paulista para o Ituano. O jogo mais recente foi nas quartas de final do Paulistão de 2017. O time venceu a Ponte Preta por 1 a 0 no tempo regulamentar, mas acabou eliminado nos pênaltis.

Outro ponto positivo de jogar no Pacaembu é o fato do Santos nunca ter perdido no estádio por uma partida na Libertadores. Foram dez jogos no total, mas a última lembrança não foi das melhores. Em 2012, enfrentou o Corinthians em duelo que terminou empatado por 1 a 1 e rendeu a eliminação nas semifinais.

MOMENTO DE UNIÃO
Uma vitória nesta quinta-feira pode encaminhar a classificação do Santos às oitavas de final da Copa Libertadores. Mas, como cobrou o técnico Dorival Júnior nesta quarta, o elenco precisa ter cautela e respeitar a qualidade do time colombiano.

Há, portanto, segundo completou o comandante santista, a necessidade de superar o abalo coletivo provocado pela morte dos pais de Rafael Longuine, em um acidente de carro no Paraná, na última segunda-feira.

"É natural, não tem como não ficar abalado. É uma pessoa muito querida pelo grupo. É um ser humano fantástico, os familiares estavam frequentemente dentro do clube. É uma tragédia terrível e todos nós estamos muito abalados com o que aconteceu", disse o técnico sobre a tragédia.

O principal desfalque de Dorival para o confronto com o Santa Fé será o lateral-esquerdo Zeca, que foi submetido a uma cirurgia no joelho esquerdo para se recuperar de uma lesão no menisco. Jean Mota, que foi utilizado durante o segundo tempo no primeiro duelo entre as equipes, acabou sendo expulso e terá que cumprir suspensão.

SE ENCONTRANDO
Oitavo colocado do Campeonato Colombiano, o Santa Fe ainda tenta encontrar seu bom futebol. Na própria Libertadores, vem mostrando uma campanha muito inconstante. Perde por 2 a 0 para o The Strongest, venceu o Sporting Cristal por 3 a 0 e empatou sem gols com o Santos no primeiro confronto entre as duas equipes.

Para o jogo desta quinta-feira, o técnico Gustavo Costas não poderá contar com o volante Yeison Gordillo, que vai cumprir suspensão. Salazar deve ficar com a vaga na contenção do meio de campo. Costas acredita que o time está em evolução e tem potencial para vencer o Santos.

“Jogamos muito bem e La Paz e jogamos muito bem contra o Santos. Contra o América, na liga (Campeonato Colombiano), fizemos uma grande partida, mas é claro para gente que nos custa quando temos que rodar tanto”, afirmou o comandante.

Por Redação AEC | Fonte: Agência Futebol Interior / Vídeos: YouTube
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: