Copa do NE: Sport e Bahia largam em busca do tricampeonato


Após 16 anos, Sport e Bahia voltam a decidir o título da Copa do Nordeste. O primeiro duelo acontecerá nesta quarta-feira (17), às 21h45, na Ilha do Retiro, em Recife. Em 2001, o clube pernambucano levou a melhor ao vencer por 3 a 1 - jogo único -, e agora busca o tricampeonato. Levou também em 2002, diante do arquirrival Vitória.

O Sport, que foi o primeiro campeão da Copa do Nordeste, em 1994, ao passar pelo CRB, nos pênaltis, também está em busca do tri, já que em 2014 foi campeão em cima do Ceará. Para chegar na final, a equipe pernambucana classificou em primeiro no Grupo C e eliminou Campinense e Santa Cruz nas fases seguintes.
O caminho do Bahia foi semelhante. O clube baiano fez a melhor campanha da primeira fase, terminando na liderança do Grupo B. Depois passou com tranquilidade por Sergipe e encontrou o Vitória na semifinal. Após perder no jogo de ida por 2 a 1, reverteu a vantagem na partida de volta, na Fonte Nova, por 2 a 0.

O duelo marca também confrontos pela artilharia do campeonato. Régis, do Bahia, lidera com cinco gols, na frente de seu companheiro Hernane Brocador com cinco. André, Rogério e Diego Souza, todos do Sport, somam quatro.

DESFALQUES NO TRICOLOR
Curiosamente, os dois jogadores que disputam a artilharia pelo Bahia estão fora na primeira final. Hernane Brocador está lesionado, enquanto Régis cumpre suspensão automática, assim como Armero e Edson. Estão vetados pelo Departamento Médico: o lateral Wellington SIlva e o volante Yuri.

“Teremos três baixas no jogo de quarta-feira, que é um jogo de suma importância para nós no primeiro semestre. Aí vem a importância do rodízio. De ter jogado a fase classificatória do Campeonato Baiano e alguns jogos da Copa do Nordeste variando. O Bahia tem que acreditar no seu grupo. Foram eles que trouxeram a equipe até a final da Copa do Nordeste. São eles que estão começando para fazer um grande Campeonato Brasileiro. É aplaudir quem está lá dentro, trabalhando pelo Bahia e acreditar neles”, falou Guto Ferreira.

OLHO NO SPORT
Recuperado de um edema muscular na coxa, o meia Diego Souza foi liberado para o duelo contra o Bahia. Por outro lado, Henriquez e Ronaldo Alves foram vetados pelo Departamento Médico do clube e estão fora da final.


“Começar essa decisão, que terá 180 minutos, vencendo é um grande passo. E, independente do placar, sem tomar gols. Primeiramente quero sair desse jogo com um resultado positivo e depois rindo, com a consciência tranquila. Se Deus quiser, na quinta estaremos comemorando uma vitória”, disse Durval.

Por redação AEC | Fonte: Agência Futebol Interior
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: