Conheça cuidados para evitar lesões na prática do exercício físico


É comum encontramos pessoas que praticam o exercício físico de maneira exagerada, o que acaba resultando em problemas nas articulações e em último caso, gerando as temidas lesões. Para que elas não aconteçam é preciso um trabalho de acompanhamento e instrução, que deve ser feito de maneira personalizada de acordo com a necessidade de cada um.

“Para preveni-las é preciso melhorar a técnica do exercício e respeitar os intervalos entre os treinos sempre montando eles com uma boa periodização”, conta Ray Pereira, um dos sócios do TIBRA (Treinamento Integrado Brasil).

O personal trainer, que fundou o grupo em 2015 junto com Diogo Rodrigues, explica que há dois tipos de lesões: as crônicas e as agudas. As mais comuns, as crônicas, são resultados de excessos repetitivos, como por exemplo as tendinites e fraturas por estresse, já as agudas são aquelas geradas por má execução de cargas e intensidade alta de treinamento. Se não tratadas essas lesões podem desencadear problemas mais sérios, então a recomendação é sempre procurar um especialista no primeiro sinal de sintomas.

Os maiores cuidados que se deve ter ao praticar o exercício físico em geral, são com a alimentação, descanso, e fazer uma boa técnica de execução, além de respeitar seu corpo e seu limite. É recomendado praticar os exercícios para prevenção de lesões pelo menos três vezes por semana, e antes da atividade física principal, devido aos mecanismos de propriocepção (termo usado para nomear a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação) estarem mais descansos.

“Não existe exercício melhor ou pior de prevenção, cada caso é um caso. Vamos exemplificar: uma pessoa com desequilíbrio muscular no quadríceps em relação a isquiotibiais (grupo de músculos responsáveis pelos movimentos de extensão do quadril) necessita trabalhar os membros inferiroes para corrigir isso com exercícios e ângulos apropriados”, comenta Ray, que dá aulas no TIBRA no Parque do Ibirapuera.

O professor reforça a ideia de que os esportistas podem sentir algum tipo de dificuldades nos exercícios, isso dependendo do seu grau de habilidade, porém, se bem feitos e repetidos regularmente, as chances de lesões podem cair drasticamente.

Por Redação GN | Fonte: NM/LIFESTYLE
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: