Após ser contratado como dirigente, Petkovic é o novo técnico do Vitória


O Vitória surpreendeu nesta quinta-feira ao anunciar o sérvio Dejan Petkovic como novo técnico para o Campeonato Brasileiro. Ex-jogador e ídolo da torcida rubro-negra, ele havia sido contratado para o cargo de gerente de futebol profissional na nova estrutura de gestão do clube, mas agora foi apontado como treinador para este início de competição.

"Fizemos uma consulta com os treinadores não só a respeito de dinheiro, mas sobre a filosofia, os planos, entre outras coisas. O Petkovic estava conversando com alguns nomes, até por isso negou a primeira consulta. Nós vimos nele um perfil de menager-treinador, que vem dando certo na Europa. Insistimos, insistimos, até que ele aceitou esse desafio", disse o diretor Sinval Vieira.

ARGEL FUCKS!
Técnico do Vitória durante este primeiro semestre, Argel Fucks foi demitido após a queda nas semifinais da Copa do Nordeste. Além da eliminação diante do maior rival, o Bahia, pesou contra o treinador os desentendimentos com jogadores do adversário, em especial o volante Edson.

Desde o dia 1.º de maio, então, o Vitória vinha sendo comandado pelo interino Wesley Carvalho, que foi o técnico nas duas partidas decisivas do Campeonato Baiano. Os empates por 1 a 1, na Fonte Nova, e 0 a 0, no Barradão, foram suficientes para dar ao time rubro-negro o título estadual invicto.

Mas mesmo com a conquista e a dias de estrear no Brasileirão, a diretoria vinha encontrando dificuldades para acertar com um novo treinador. Ricardo Gomes, ex-São Paulo e Botafogo, chegou a ficar próximo do acerto, enquanto o ex-lateral Jorginho e Rogério Micale também foram cogitados, mas nenhum deles fechou com o clube.

VAI COM PET!
Diante de tanta dificuldade, o Vitória resolveu dar uma chance a Petkovic, que disputará a Série A pela primeira vez como treinador. Nesta função, ele já trabalhou no Criciúma, no Sampaio Corrêa, e no time sub-23 do Atlético Paranaense.

"Tive essa experiência no Atlético-PR e no meu ver fiz um bom trabalho. Vou ser team menager. Estarei como treinador, mas não vou abrir mão da gestão. Como não estive presente sempre nos trabalhos de campo, entendo que o Wesley tenha total capacidade para estar a frente do time nesta partida", falou Pet.

Mas foi nos gramados que Petkovic se tornou ídolo da torcida, ajudando o clube a ser campeão estadual em 1997 e em 1999, quando o Vitória levou também a Copa do Nordeste. Apesar desta relação, a escolha do sérvio foi imediatamente criticada por boa parte dos torcedores rubro-negros.

Por Redação AEC | Fonte: Agência Estado
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: