Paulinho pode ser deportado ao Brasil por propaganda com atriz pornô


Zài jiàn, ou simplesmente, adeus. Em alta na seleção brasileira, o volante Paulinho pode ser deportado ao país, segundo o jornal britânico Daily Mirror. Isso porque o jogador fez propaganda de um site de apostas com uma atriz pornô, e isso não é permitido na China.

Nesta quarta-feira (12), Paulinho apareceu ao lado da japonesa Tsukasa Aoi para divulgar a marca asiática Letou, onde é "garoto propagada". Jogador e empresa fecharam contrato no final do ano passado.

Várias ligas do futebol mundial proíbem que jogadores e profissionais da área apostem em eventos esportivos, e a FIFA também não permite que os atletas estejam ligados com a indústria das apostas. Essa é a primeira polêmica em que Paulinho se envolveu desde que se transferiu ao Guangzhou Evergrande, em 2015.

SEI DE NADA
Depois da polêmica, Paulinho disse que não sabia que a mulher, Aoi Tsukasa, era atriz pornô e que em nenhum momento a equipe de gravação do comercial alertou sobre o fato. Isso, junto com o vazamento da foto do atleta com a atriz, pode resultar na quebra de contrato e em uma ação judicial contra a Letou.

Depois de passar por uma má fase na Inglaterra, Paulinho reencontrou o melhor futebol no Guangzhou Evergrande. O jogador, inclusive, voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira pelo técnico Tite, de quem é um dos homens de confiança.

Por Redação AEC | Fonte: Agência Futebol Interior
Compartilhe no G+

Editor Chefe: GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do Portal GN; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor da mensagem.

0 comentários: