Ministério Público pede prisão de ex-apresentadora do Jornal Hoje


Os procuradores da Operação Lava Jato pediram a prisão da jornalista Claudia Cruz, ex-âncora da TV Globo e apresentadora do “Jornal Hoje”. Eles alegam que a esposa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi “co-autora de Eduardo Cunha em lavar os ativos mediante manutenção de conta oculta com os valores espúrios”.

“É claro que Cláudia Cruz, pessoa bem esclarecida, sempre teve conhecimento de que o salário de Eduardo Cunha, como servidor público, jamais seria capaz de manter o elevado padrão de vida por eles mantido”, diz a petição do MPF.

Claudia Cruz sempre alegou que não tinha conhecimento das movimentações ilegais do marido da Suíça. O juiz Sérgio Moro deve anunciar sua sentença na próxima semana no processo em que Cláudia e o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada são réus. 

Por Redação GN | Fonte: Varela Notícias
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: