Figurinista da Globo não vai levar o caso contra Mayer à Justiça, diz polícia do RJ


A figurinista Susllem Tonani, que foi vítima de assédio sexual "por parte do ator José Mayer", não vai levar o caso à justiça. Segundo reportagem, da Veja, "a grande repercussão da denúncia levou o delegado titular da 32ª DP, Rodolfo Waldeck, a chamá-la para depor", mas Tonani não atendeu aos telefonemas. O comparecimento não é obrigatório.

Susllem, está reclusa "desde que o assédio veio à tona". De acordo com a publicação ela disse a polícia "que não tem interesse em formalizar a denúncia".

A polícia do Rio informou que se a figurinista "não formalizar a denuncia, a polícia não tem como investigar", mas se a investigação for aberta e Mayer – "punido com suspensão pela Rede Globo – acabar respondendo por crime de assédio sexual", a pena prevista pode chegar a dois anos de cadeia.

O ator pode responder também por estupro, já que a "legislação em 2009 ampliou este conceito para qualquer contato físico não consentido".

Por Redação GN | Fonte: Metro1
Compartilhe no G+

Editor Chefe: GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do Portal GN; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor da mensagem.

0 comentários: