Febre amarela: secretaria de Saúde recomenda dose única da vacina


A vacinação em dose única contra a febre amarela está sendo recomendada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a partir deste mês de abril, após determinação do Ministério da Saúde.

Dessa forma, a dose de reforço não é mais recomendada. Segundo a Sesab, a justificativa apresentada para a mudança de estratégia é que a imunidade protetora se desenvolve dentro de 30 dias para 99% das pessoas que recebem apenas uma dose da vacina contra a febre amarela.

Público alvo

A população que deve ser vacinada são as crianças de 9 meses até as pessoas com 59 anos. Com essa intensificação da vacinação, a Sesab tem como meta imunizar 95% das pessoas que residem nas áreas de recomendação vacinal.

Quem tem mais de 60 anos deverá se vacinar caso more em uma região de alerta, ou se for se deslocar para áreas com transmissão ativa da febre amarela. Antes disso, é importante que as contraindicações sejam apresentadas. Pessoas que fazem tratamentos médicos e estão com baixa imunidade não podem receber a vacina, por ser de vírus vivo, porém atenuado.

Gestantes de qualquer período não devem se vacinar. Já as que estão amamentando só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação de vírus, mas com a suspensão da amamentação por 10 dias após a vacinação -- período foi alterado de 30 para 10 dias. Em casos como esse, a mulher deve conversar com o serviço de saúde para orientação e acompanhamento.

Por Redação GN | Fonte: Metro1
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: