Etapa de vacinação contra aftosa começa na Bahia nesta segunda (1º)


A 1ª etapa de vacinação contra febre aftosa irá iniciar no dia 1º e vai até 31 de maio, quando todos os bovinos e bubalinos deverão ser vacinados, independente da faixa etária de idade "de mamando a caducando".

O produtor deverá adquirir a vacina contra febre aftosa nas revendas de vacinas credenciadas pela ADAB; a dose a ser aplicada nos animais é de 5ml, independente do tamanho ou idade; deve ser aplicada via subcutânea na tábua do pescoço.

A meta da ADAB é vacinar 96% do rebanho, hoje em torno de 10,4 milhões de cabeças e atender até 90% dos produtores baianos. Importante é conscientizar o produtor da obrigatoriedade da vacinação de todos os animais e declarar a sua vacinação assim que realizar no prazo máximo de 15 dias, e não deixar para os últimos dias para realizar a vacinação.

Para o coordenador da Juazeiro, Raul Décio Gomes, que é responsável por 5 gerências técnicas e 22 escritórios de atendimento, "reunimos todos os nossos gerentes e técnicos para juntos com o coordenador do Programa discutirmos as diretrizes da campanha; nossa meta é superar a última campanha".

"Não podemos perder de vista, que embora a Bahia seja reconhecida como Livre de Febre Aftosa com Vacinação, o risco de reintrodução da doença em nosso território existe. E se isso acontecesse, os impactos para a economia e a sociedade baiana seriam incalculáveis. Daí a importância do produtor continuar mantendo o rigor com o controle sanitário de seu rebanho, notadamente vacinando os bovinos e bubalinos contra a Febre Aftosa", afirmou Rui Ferreira Leal, Diretor de Defesa Sanitária Animal da ADAB.

Outra novidade para o produtor, lançada na última campanha de vacinação em novembro, é que a declaração da vacinação poderá ser realizada via internet, através da sua senha de acesso pessoal, que poderá ser solicitado em qualquer uma das gerências técnicas da ADAB.

Por Redação GN | Fonte: Jornal Folha do Estado
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: