Waze lança serviço de caronas no Brasil; ‘Não é Uber’, diz diretora


O Waze vai liberar seu serviço de caronas no Brasil, anunciou nesta quarta-feira (22/3) Di-ann Eisnor, diretora da empresa. Motoristas que usarem o Waze poderão informar seu destino e pegar pelo caminho pessoas que estejam indo para a mesma direção.

“Os wazers vão fazer algum dinheiro, para cobrir os custos, Mas não suficiente para se tornarem profissionais”, afirmou. “Não é serviço de transporte particular, táxi, uber. É carona”.

A nova função lançada em Israel, lar do Waze, e já em funcionamento nos Estados Unidos, chega ao Brasil para, segundo Di-Ann, solucionar o problema da ociosidade dos carros. “O waze está mudando a forma como os motoristas se comportam no trânsito, mas os carros ainda ficam estacionados 90% do tempo.”

O Brasil é o segundo país em número de usuários para o Waze e tem a cidade com mais adeptos em todo o mundo, São Paulo.

O Rio foi a primeiro cidade a incluir informações do Waze em seu centro de controle de tráfego. Esse programa está em dez cidades no Brasil e, considerando todas as cidades no mundo, são um bilhão de pessoas atingidas.

A empresa divulgou um vídeo em português, explicando como vai funcionar a nova função do app.

Confira:

                 

Por Redação GN | Fonte: FN
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: