Tênis de rodinhas: é preciso ter cuidado

Não é de hoje que a indústria têxtil e de calçados investe em tecnologia e inovação para atrair a atenção das crianças. Se antes a moda era usar sapatinhos com luzes ou querer aqueles que vinham com bonecos de brindes, agora o que quase toda criança e adolescente quer são os populares tênis com rodinhas. Isso mesmo, nem patins nem somente calçados, esse verdadeiro objeto de desejo está na cabeça, ou melhor, nos pés da meninada. Mas é preciso ter alguns cuidados com o uso do tênis.

Riscos - Como essas rodinhas ficam na parte de trás dos tênis, se as crianças usarem o calçado e forem a um lugar de superfície inapropriada, onde não seja possível deslizar, logo, ela vai ser obrigada a andar na ponta dos pés. O ortopedista Danilo Pinheiro, do Hapvida Saúde, alerta para o risco de problemas posturais decorrentes dessa pisada que força os ossos dos pés.

Outro risco apontado pelo especialista é o de quedas. “Como o calçado é pra ser usado no lazer e até incentiva a prática esportiva, quando usar o tênis com rodinhas, o ideal é que a criança também utilize equipamentos de proteção, como capacetes e cotoveleiras”, recomenda o médico.
Tempo de uso - Como toda prática esportiva, deslizar por aí pode ser muito legal e fazer a turminha gastar muita energia, mas não se deve passar mais do que duas horas por dia com o tênis. “Abusar no tempo de uso pode comprometer tanto o organismo da criança, com o esforço físico em exagero, quanto desgastar mais rapidamente o tênis, o que pode causar quedas mais facilmente.

O ortopedista orienta, ainda, que os pais sempre vistoriem as condições do calçado antes das crianças começarem a deslizar por todo lado. “É preciso saber se as rodinhas estão bem presas ao tênis para evitar qualquer transtorno”, conclui.

Por Redação GN | Fonte: DRP
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: