Prefeito eleito renuncia ao cargo 1 dia após posse em Belmonte


Após ter decidido permanecer na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e deixar o cargo de prefeito de Belmonte para seu irmão, Janival Andrade (PTN), vice na chapa, o deputado estadual Jânio Natal (PTN) encaminhou uma carta de renúncia ao presidente da Câmara Municipal, Aelson Matos. A sessão solene foi marcada para a 00h01 do dia 1º de janeiro. Janival já tinha se candidatado ao cargo três vezes e foi derrotado em todas.

Natal se diz “orgulhoso, agradecido e honrado” por ter sido eleito e justifica que “por relevantes motivos de foro íntimo”, se vê “forçado” a optar por concluir o mandato parlamentar. “Gostaria, sem a menor dúvida, de administrar pela terceira vez a minha terra natal; entretanto, sinto-me reconfortado pela certeza de que Belmonte e seu povo não serão prejudicados, pois Janival é um administrador sério, competente, comprometido com nossa gente e referendado pelos mais de 4.900 votos que recebeu quando foi candidato a prefeito do município, pela primeira vez”, argumenta. O deputado também defende que sua presença na AL-BA é benéfica para o município.

“Com a minha permanência na Assembleia Legislativa, os belmontenses terão muito mais chance de ver realizado o sonho da estrada Belmonte/Canavieiras; o nosso gabinete continuará ajudando as famílias de Belmonte a conseguir, em Salvador: cirurgias, internamentos, exames e outros procedimentos médicos; poderemos dar agilidade às aposentadorias de funcionários do estado e outros pleitos em diversos órgãos estaduais e até federais, além de podermos continuar contemplando Belmonte todo ano com R$ 1.400.000,00, através de emendas parlamentares, valor que torna possíveis muitas obras e serviços importantes”, exemplificou.

Por Redação GN | Fonte: Radar64
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: