Hospital da Mulher vai atender e acolher vítimas de violência sexual


O Hospital da Mulher vai atender, a partir da sua inauguração na próxima segunda-feira (9), vítimas de violência sexual de forma diferenciada. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), somente em 2016, cerca de mil casos de violência sexual contra mulheres foram registrados por meio do sistema de saúde na Bahia. No novo centro médico, as vítimas vão ter atendimento e acolhimento diferenciado.

De acordo com o coordenador de Implantação do Hospital da Mulher, Lindenor Messias, além do atendimento de saúde, as vítimas de violência sexual serão encaminhadas pela equipe do hospital para o atendimento jurídico. "O acolhimento é realizado por um enfermeiro, que vai fazer a primeira abordagem. O médico, o psicólogo e o assistente social aparecem na sequência. Para a questão jurídica, é preciso formalizar um boletim de ocorrência. O atendimento é por demanda espontânea ou referendado, via regulação", afirmou.

A coordenadora do Serviço Social da unidade, Ivana Lima, ressalta que os profissionais selecionados para essa atividade receberam capacitação para compor a equipe médica e lidar com mulheres "fragilizadas e sofridas" pela violência sexual. "Será um atendimento humanizado. A gente fez uma estratégia para quando elas tiverem um primeiro contato com o psicólogo ou assistente social, elas não precisem ficar repetindo sua história", afirmou ela.

A unidade prestará assistência nas áreas de ginecologia e mastologia, além do atendimento na área de reprodução humana e oncologia. A equipe é composta por 125 médicos, 200 profissionais de apoio administrativo e logístico e 350 trabalhadores da área assistencial. Com investimento superior a R$ 40 milhões, entre obras e equipamentos, este será um centro de referência para a saúde feminina, atendendo pacientes de todas as regiões do estado.

Por Redação GN | Fonte: Metro1
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: