Escrivão de polícia é morto a tiros em Jussari


O escrivão de polícia, José Carlos, que trabalhava na delegacia de Jussari, no Sul do Estado, foi morto a tiros, provavelmente durante a madrugada desta quarta-feira (25). O corpo foi encontrado por policiais militares no início da manhã de hoje no interior de um matagal, as margens da BR-101. Os policiais chegaram ao local depois de receberem uma informação anônima da existência de um corpo de um homem na região, e quando se aproximaram descobriram que se tratava do escrivão de polícia. A possibilidade de ter sido um latrocínio (roubo seguido de morte) foi logo descartada, depois que objetos pessoais foram encontrados dento do veículo da vítima, que estava estacionado no acostamento da rodovia, com a porta do lado do passageiro aberta. Os PMs suspeitam que escrivão foi perseguido por criminosos antes de ser morto, depois que marcas de tiros foram encontradas no fundo do carro dele. Segundo um áudio enviado por um policial da região através do aplicativo WathsApp, um morador teria acordado durante a madrugada com o som alto e o farol de um carro, nas imediações onde acorreu o crime. O caso provocou uma reação imediata na corporação que vive apreensiva com as constantes mortes envolvendo policiais. O crime deve ser investigado pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Por Redação GN | Fonte: FN
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: