Agravamento de seca no Nordeste deve acontecer entre fevereiro e abril


A previsão Climática Sazonal, documento elaborado pelo Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) aponta que a seca na Região Nordeste deve se agravar ainda mais no período de fevereiro a abril. A seca já dura cinco anos.

O levantamento foi baseado nas previsões climáticas que indicam que neste ano haverá menos chuvas na região. O documento diz ainda que a tendência é que os reservatórios do Nordeste não tenham recuperação significativa durante a estação chuvosa, uma vez que as precipitações devem ficar abaixo da média histórica.

Os pesquisadores acreditam que há um "acentuado risco" de esgotamento da água armazenada em represas e açudes, entre os meses de novembro deste ano e janeiro de 2018 nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco. Contudo o estado da Bahia não foi apontado como um dos que sofrem com o maior risco de ficar sem água.

Por Redação GN | Fonte: Metro1
Compartilhe no G+

GN OnLine

Os comentários não representam a opinião do GN Online; a responsabilidade é única e exclusivamente do autor do comentário.

0 comentários: